10º Fórum da Paz discute nova lei de combate ao abuso de crianças e adolescentes

Share Button

 

10

Nesta segunda-feira (20), os prefeitos de Dionísio Cerqueira, Thyago Gnoatto, de Barracão, Marco Aurélio Zandoná e de Bom Jesus do Sul, Cezar Bueno, deram início ao 10º Fórum da Paz Nadieli Aparecida da Silva Silveira. O evento, realizado pelo CIF, tem como objetivo discutir políticas públicas para o enfrentamento e o combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes, sendo parte da programação do Dia Nacional de combate ao abuso, realizado em 18 de maio. O Fórum foi realizado no auditório da prefeitura de Dionísio Cerqueira.

 

Em seu discurso, o prefeito Thyago disse que o município atende atualmente a cinquenta vítimas de abuso. “A realização do Fórum destina-se a discutir alternativas de conscientização e meios para dar o atendimento eficaz, qualificando as equipes para trabalhar na prevenção e, em seguida, para dar o atendimento”.

 

Confira as fotos do evento…

 

O prefeito Marco disse que o Fórum é uma das principais ações do CIF. “Precisamos debater e esclarecer para a população que entenda a necessidade e importância da denúncia e, assim, conscientizar a todas as pessoas, principalmente os pais e professores, para que isso não venha a acontecer”.

 

Já o prefeito Cezar disse que é um momento de reflexão, de trazer experiências, novas formas de abordagem e uma nova visão para identificar o que pode estar ocorrendo com as crianças e adolescentes. “Se nós não estivermos muito bem preparados, se não tivermos conhecimento para proteger as nossas crianças, elas ficam vulneráveis e expostas, ao agressor e explorador. Toda vez que uma criança é agredida, ela fica traumatizada por toda a vida, e por isso precisamos trabalhar para que isso não ocorra, e se ocorrer, que possam melhor acolher e dar o encaminhamento e o tratamento necessário”.

 

Neste ano, o CIF trouxe o Instituto Aliança, da Bahia, para realizar as palestras. A coordenadora do Instituto, Adriana Nascimento, disse que a expectativa é promover a discussão sobre a nova lei de 2017 que reorganiza o atendimento às vítimas. “Queremos ajudar os municípios a estruturar o novo atendimento, apesar de ser um tema bastante debatido, a situação em si ainda é muito delicada, ainda existem muitas crianças e adolescentes que sofrem violência, e ainda precisamos de alguma forma debater e organizar o atendimento em rede, sobretudo, dos diversos órgãos que constituem o sistema de garantias de direito, para poder promover a proteção e a defesa dos direitos dessas crianças e adolescentes”.

 

A nova lei, segundo Adriana, busca evitar a essa vítima termine contando a história do abuso diversas vezes, seja na saúde, na delegacia, no conselho tutelar, na assistência social. “A lei trata de escuta especializada, para proteger de uma situação que gera um sofrimento, e a lei reorganiza a oitiva, traz orientação de parâmetros técnicos, para o acolhimento dessa vítima. Assim a criança não precisa relatar o abuso várias vezes, sendo preservada uma fala só, para que ela não precise ficar repetindo e relembrando o abuso”.

MAIS

Portal da TransparênciaCaderno de Ações

ATENDIMENTO

Segunda a Sexta das


08:00 às 11:30 e das 13:30 às 17:00

+55 (49) 3644 - 4366


ENDEREÇO


Avenida Brasil nº33, Bairro Alvorada, Anexo a Estação do Ofício - Barracão - Paraná - Brasil


CIF - Consórcio Intermunicipal da Fronteira ® 2020 Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: PORTAL TRI