Cresce em 38% o movimento na Aduana de Cargas

Share Button

Em agosto, o movimento, pela Área de Controle Integrado – ACI Cargas, a Aduana de Dionísio Cerqueira, deu um grande salto e cresceu significativamente em relação ao movimento de julho, tanto em relação à corrente financeira (exportações mais importações), como também quanto ao total de cargas e de documentos de importação e de exportação.

 

O movimento de agosto, pela Aduana de Dionísio Cerqueira, foi de US$ 64.173.000,00 (cerca R$ 208 milhões). Desde agosto de 2014 que o movimento mensal da Aduana não passava de US$ 60 milhões.

 

Esse valor foi 38,202% maior que o total de julho, que somou US$ 46.434.000,00 (cerca de R$ 151 milhões). O movimento de agosto deste ano cresceu 28,002% em relação ao movimento de agosto do ano passado, que foi de US$ 50.134.368,00 (cerca de R$ 163 milhões).

 

O valor acumulado, nos oito primeiros meses de 2016, é de US$ 374.767.000,00 (cerca de um bilhão, duzentos e quinze milhões de reais).

 

O total dos oito primeiros meses de 2016 ficou 7,347% acima do valor do mesmo período do ano passado, que foi de US$ 349.117.859,00 (cerca de um bilhão, cento e trinta milhões de reais).

 

Do total acumulado de 2016, US$ 250.099.000,00 (cerca de R$ 813 milhões), foram exportações brasileiras, equivalendo a 66,734% do movimento.

 

Já as importações brasileiras no período, somaram US$ 124.668.000,00 (cerca de R$ 405 milhões), o equivalente a 33,266%.

 

O maior movimento financeiro da história da Aduana foi registrado no ano de 2012, e somou US$ 830.368.094,00 (cerca de dois bilhões e setecentos milhões de reais).

 

Veículos

 

Quanto ao volume de cargas, em agosto deste ano, 1.621 caminhões passaram pela Aduana cerqueirense.

O total foi 19,366% maior que o total verificado em julho, que somou 1.358 caminhões.

 

Foi também 39,982% maior que o total de cargas de agosto do ano passado, que fechou em 1.158 caminhões.

O total acumulado nos oito primeiros meses de 2016 é de 10.804 caminhões.

 

O número é 18,283% maior que o total do mesmo período no ano passado, que foi de 9.134 caminhões.

 

Do total acumulado neste ano, 5.514 caminhões foram com exportações brasileiras, equivalendo a 51,036% do total.

Já as importações brasileiras no período, passaram em 5.290 cargas o equivalente a 48,964% do total.

 

O maior volume de cargas da história da Aduana foi registrado no ano 2010, quando 22.412 carretas passaram pelo porto seco de Dionísio Cerqueira.

 

Documentos

 

Em relação à quantidade de documentos de importação e exportação, em agosto deste ano, 1.660 papéis foram desembaraçados pela Receita Federal de Dionísio Cerqueira.

 

O total foi 13,854% maior que o total de julho, que somou 1.458 papéis. O total de agosto deste ano também foi 47,424% maior que o total de agosto do ano passado, que foi de 1.126 documentos.

 

O total acumulado de documentos de importação e exportação, nos oito primeiros meses do ano, é de 11.423 papéis.

O número é 25,803% maior que o total do mesmo período de 2015, que foi de 9.080 documentos.

 

Do total acumulado neste ano, 6.334 documentos foram com exportações brasileiras, equivalendo a 55,449% do total. Já as importações brasileiras no período, utilizaram 5.089 documentos, o equivalente a 44,551% do total.

 

O recorde de documentos de importação e exportação pela Aduana de Dionísio Cerqueira foi em 2011, quando a Receita Federal desembaraçou 20.605 documentos.

 

MAIS

Portal da TransparênciaCaderno de Ações

ATENDIMENTO

Segunda a Sexta das


08:00 às 11:30 e das 13:30 às 17:00

+55 (49) 3644 - 4366


ENDEREÇO


Avenida Brasil nº33, Bairro Alvorada, Anexo a Estação do Ofício - Barracão - Paraná - Brasil


CIF - Consórcio Intermunicipal da Fronteira ® 2020 Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: PORTAL TRI